Torrent foi o escolhido pela diretoria rubro-negra pelas ideias apresentadas nos dois encontros com o vice de futebol Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel. Também chamou atenção a disposição do espanhol em manter o trabalho de Jorge Jesus, campeão carioca, brasileiro e da Copa Libertadores em pouco mais de um ano de clube.

 

 

 

Fonte:https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/7228518/dome-seu-desgracado-quando-novo-tecnico-do-flamengo-cortou-rafinha-de-jogo-da-champions